Banco sueco surpreende ao propor aumento de capital

O banco sueco Swedbank anunciou nesta segunda-feira uma surpreendente proposta de aumento de capital de 15 bilhões de coroas suecas (2,1 bilhões de dólares) para melhorar seu balanço, afetado pelo aumento do nível de empréstimos ruins. As ações da instituição financeira reagiram em forte baixa.

REUTERS

17 Agosto 2009 | 08h26

O Swedbank, um dos bancos nórdicos mais expostos às aflitas economias de países bálticos, informou que seu segundo aumento de capital em menos de um ano tem garantia de subscrição e permitirá que continue a operar sem recorrer à ajuda governamental.

Às 7h39, as ações do banco caíam quase 5 por cento, tendo apresentado recuou maior mais cedo.

"A proposta de aumento de capital era inesperada, mas uma vez que a poeira baixar, é algo positivo. A ação pode inicialmente cair, mas durante a semana pode reagir positivamente", disse um analista que pediu para não ser identificado.

O banco informou em comunicado que acionistas se comprometeram a subscrever 46,6 por cento das novas ações, enquanto o Bank of America Merrill Lynch e o Credit Suisse concordaram em comprar o restante.

Mais conteúdo sobre:
BANC0SSWEDBANK*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.