BNDES desembolsa R$43 bilhões no 1o semestre, alta de 11%

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) desembolsou 43 bilhões de reais no primeiro semestre, o que representa uma alta de 11 por cento sobre igual intervalo do ano passado.

REUTERS

09 Julho 2009 | 14h04

As liberações para a indústria -- com destaque para os segmentos de extrativa, papel, celulose e metalurgia -- atingiram 17,3 bilhões de reais, enquanto a infraestrutura ficou com 16,4 bilhões de reais, com ênfase para energia elétrica e transportes.

De janeiro a junho, segundo o resultado do banco de fomento divulgado nesta quinta-feira, as consultas para novos investimentos cresceram 40 por cento sobre o mesmo período de 2008, totalizando 111,7 bilhões de reais.

As aprovações de crédito aumentaram 50 por cento na mesma base de comparação, alcançando 77,2 bilhões de reais, informou o banco.

"O resultado das consultas sinaliza a continuidade dos investimentos na economia brasileira, sobretudo nos setores voltados para o mercado doméstico", afirmou o BNDES em nota à imprensa.

As aprovações de financiamento no primeiro semestre para o setor de infraestrutura totalizaram 23,7 bilhões de reais. Desse total, 11,6 bilhões de reais são referentes a 26 projetos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) aprovados no período pelo BNDES.

De acordo com o banco, a participação relativa dos projetos do PAC no total das aprovações em infraestrutura "cresceu significativamente de um ano para o outro".

Na indústria, as aprovações de 42,7 bilhões de reais representam 55 por cento do total de janeiro a junho.

Nos 12 meses até junho, segundo o BNDES, os desembolsos totalizaram 96,6 bilhões de reais, com alta de 23 por cento sobre igual período anterior. As aprovações foram de 147 bilhões de reais, valor 31 por cento superior.

(Texto de Cesar Bianconi)

Mais conteúdo sobre:
BANCOSBNDESRESULTADO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.