Bope faz varredura na parte de baixo da Vila Cruzeiro-RJ

Dez policiais do Batalhão de Operações Especiais da Polícia do Rio de Janeiro (Bope), junto com outros dez policiais militares, estão fazendo na manhã de hoje a varredura na parte de baixo da Vila Cruzeiro, na Penha, aonde as marcas da operação de ontem são visíveis. Na estrada José Lucas estão as carcaças de três caminhões queimados, sendo que um deles, apesar do fogo e de já terem passado mais de 24 horas, no seu baú resistem diversos sacos de gelo por derreter atraindo a cobiça de alguns moradores.

MARCELO AULER, Agência Estado

26 Novembro 2010 | 09h46

Em consequência do fogo dos caminhões os fios de energia elétrica foram queimados deixando sem luz toda a região e prejudicando os comerciantes que já abriram suas portas normalmente, mas que entre outras coisas não podem trabalhar com as máquinas de débito e crédito.

Na rua Jaques Maritaim, antiga rua 14, há pelo menos 30 motos abandonadas que foram apreendidas pela polícia. Na rua 13, onde os traficantes tinham seu bunker, em um banco de alvenaria ficaram restos de marmita ainda por comer, num claro sinal de que foram abandonadas. Na mesma região a polícia recolheu "jacarés", que são canos com pedaços pontiagudos de ferro, usados para impedir a aproximação de carros, além de darem buscas em residências e revistarem transeuntes, checando suas identidades.

Mais conteúdo sobre:
violênciaRJoperaçãoBope

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.