Carro dos bombeiros mata criança em Volta Redonda

A menina Estéfane, de 5 anos, morreu hoje de manhã em Volta Redonda (RJ) quando um caminhão ABT (Auto Bomba Tanque) do 22º Grupamento de Bombeiros Militares (GBM) perdeu o freio e desceu a pista em declive por aproximadamente 15 metros até atingir a residência onde a menina estava. No acidente também ficaram feridos o pai da menor, Marcelo Batista Mota, de 25 anos, e a irmã dela, Ana Gabriela, de 4 anos, que segundo o registro na 93ª Delegacia de Polícia, na mesma cidade, foram socorridos no Hospital São João Batista.

MARCELO AULER, Agência Estado

30 de janeiro de 2011 | 19h41

O caminhão estava sendo usado no combate a um incêndio em uma oficina de carros na rua Gumercindo Antônio Roseno, no bairro Belmonte, com o motor em funcionamento para acionar a bomba que puxava água usada para apagar o fogo, quando aparentemente o freio de mão soltou-se.

Segundo a Assessoria de Comunicação do Corpo de Bombeiros, o comandante da Região Sul Fluminense, coronel Márcio Silva e o do 22º GBM - Volta Redonda, tenente-coronel Weselem Lopes, estiveram no local. Além da investigação policial, a própria corporação instaurou procedimento para investigar as causas e responsabilidades do acidente.

Tudo o que sabemos sobre:
acidentemortecriançaRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.