Chuva causa estragos na divisa entre Jandira e Itapevi

No final da tarde de domingo, Capital e Grande São Paulo enfrentaram forte chuvas; 29 pontos de alagamentos

Agencia Estado

18 de fevereiro de 2008 | 06h02

Uma moto e três carros foram arrastados pela enxurrada, em Jandira, na Grande São Paulo, durante a forte chuva da noite de domingo, 17. Um dos carros, um Palio prata, ficou completamente destruído após ter sido levado pela correnteza por cerca de um quilômetro. A moto não foi encontrada, e os outros dois automóveis, um outro Palio prata e uma Caravan azul, ficaram pendurados em pinguelas que servem de passagem para pessoas que moram em casas às margens do córrego.   Choveu forte por volta das 20 horas no bairro Infantis Garden, próximo à divisa com o município de Itapevi. Os carros estavam parados na Rua Martin Luther King e foram levados pela correnteza do Córrego Ciganinha, que transbordou.   O Palio do comerciante Ivaldo Ferreira de Carvalho, de 48 anos, foi arrastado por cerca de 30 metros. A mulher dele havia usado o carro para ir à igreja. "Estou surpreso com o descaso da prefeitura. Dá 20 minutos de chuva e fica desse jeito?" Ele afirma que o trabalho será prejudicado com a falta do carro. "Vou acionar a prefeitura, que tem que arcar com as conseqüências. Foi um milagre o carro ficar aí parado (na pinguela)."   Além dos carros e da moto, uma caçamba de entulho, que também estava na mesma rua, foi levada pelas águas e não foi encontrada. Duas casas próximas ao córrego foram atingidas pelo alagamento. Não há desabrigados.   Estado de atenção   Por volta da 21h35 de domingo, todas as regiões, junto com as Marginais do Pinheiros e do Tietê, saíram do estado de atenção, segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE). A chuva deixou muitas pessoas ilhadas e carros boiando.   O CGE havia decretado o estado de atenção, com riscos de alagamentos, às 18h25, por conta das fortes pancadas que desabaram sobre a cidade. 29 pontos de alagamento haviam sido registrados. Às 22h30, apenas nove pontos estavam ativos.   A região da praça das Bandeiras, no Centro de São Paulo, ficou alagada, nos seus dois sentidos. O túnel do Anhangabaú, no Centro de São Paulo, ficou alagado nos seus dois sentidos, por causa das fortes chuvas, assim como a praça das Bandeiras. Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), o local foi interditado a partir das 19h10, por medida de segurança, mas reabriu às 21 horas.   De acordo com o Corpo de Bombeiros, a chuva provocou a queda de pelo menos sete árvores, sem deixar feridos. Entre elas, quatro caíram sobre veículos e uma sobre parte de uma casa, na rua Escócia, no Jardim Europa, zona sul da cidade.   No escuro   Além dos alagamentos, a forte chuva deste fim de tarde causou em toda a cidade a falta de luz. Segundo a Eletropaulo, a região na divisa dos bairros Saúde e Jabaquara, na zona sul, ficou sem energia elétrica por volta das 19h30. Cinco minutos depois, a região do Butantã, na zona oeste foi a atingida com a falta de energia.   A expectativa, de acordo com a Eletropaulo, é a de que o serviço seja retomado às 22 horas. O motivo da falta de luz pode ter sido a queda de galhos e árvores sobre a fiação elétrica, de acordo com a Eletropaulo. Com a falta de energia na zona sul, pelo menos 11 semáforos estavam apagados, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), causando confusão no trânsito na região.   (Com Andressa Zanandrea, do Jornal da Tarde, e Ricardo Valota, do estadão.com.br)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.