Com a lasanha, deu Chianti. Claro!

A prova, às cegas, era harmonizar vinhos com a lasanha do Girarrosto, vencedora do Prêmio Paladar 2013. Seis casamentos foram propostos. Não deu harmonia perfeita, mas nem divórcio. O Chianti Clássico saiu-se melhor

GUILHERME VELLOSO, O Estado de S.Paulo

19 Junho 2014 | 02h07

Lasanha vai bem com o clima frio - e melhor ainda quando acompanhada de um bom vinho. O recheio de carne da receita clássica pede um tinto e a força do prato requer um vinho à altura. Para tentar encontrar as melhores combinações, montamos a prova deste mês. A lasanha escolhida não poderia ter sido outra: a do Girarrosto, eleita a melhor da cidade pelo Prêmio Paladar 2013.

Com a deliciosa tarefa de saborear a lasanha campeã, nos reunimos numa sexta-feira fria para o almoço no restaurante: a editora do Paladar, Patrícia Ferraz, a sommelière Daniela Bravin e eu, tendo como convidada a jovem sommelière do próprio Girarrosto, Marina Bertolucci.

Para a prova, selecionei quatro vinhos. Daniela trouxe mais um e Marina escolheu um da própria carta do restaurante. Dessa vez, dispensamos a cerveja, que perderia feio.

Os seis tintos foram provados às cegas duas vezes e avaliados duas vezes. Sozinhos e na companhia do prato.

A lasanha do Girarrosto é delicada, elegante e essas características favoreceram a harmonização com os tintos menos encorpados e de taninos mais finos, ou seja, menos perceptíveis no palato. A acidez dos vinhos foi suficiente para sustentar a lasanha, que tinha tomate bem sutil, e sobrou álcool na seleção.

No cômputo geral, nenhuma das harmonizações propostas resultou num casamento perfeito. Nenhuma, também, em divórcio irreconciliável. Não por acaso, o preferido foi o Chianti Clássico, vinho que dificilmente se dá mal quando, no prato, estão presentes ingredientes como algum tipo de massa, queijo, tomates e um pouco de carne. Confira os bastidores dos casamentos.

Essa degustação você poderá repetir em casa, fácil. Se não quiser provar os seis vinhos, escolha no quadro ao lado seus favoritos. E prepare a lasanha com a receita do chef Paulo Barros, do Girarrosto, que está abaixo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.