Consulado italiano tem 'manual' para segurança no Rio

O site do Consulado Geral da Itália alerta para a violência no Rio e oferece um "autêntico manual de sobrevivência" para diminuir os riscos na "cidade moderna". Segundo o texto, "estatísticas comprovam que numa cidade grande, 75% da população já sofreu algum tipo de atentado contra sua vida e/ou contra seu patrimônio".Ontem, o turista italiano Giorgio Massari morreu atropelado por um ônibus depois de tentar perseguir um assaltante que roubou uma corrente do seu pai, Graziano Massari. Eles passeavam na Praia de Ipanema no momento do incidente.Junto a dicas já conhecidas dos turistas - como não usar jóias ou relógios, evitar aglomerações, trazer a bolsa junto ao corpo - o texto "Orientações para Segurança Pessoal" é enfático ao lembrar que os "agressores sempre escolhem as vítimas mais despreparadas e desatentas, a presa mais fácil"."Se eu ou um dos meus familiares for a próxima vitima da falta de segurança, será um problema para quem? Para os políticos? Para todos? Para mim? Por colocar em risco um bem tão precioso como a vida de nossos familiares ou a nossa própria vida, somos os primeiros responsáveis pela nossa segurança", diz o texto, que não está assinado.O documento ensina como se proteger em casa e no trabalho, como sacar dinheiro em caixas eletrônicos e como reagir em caso de seqüestro ou assalto. Neste item, consta o conselho: "Jamais reaja, pois assim você estará colocando sua vida ou a de pessoas que o acompanham em risco."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.