Coréia do Sul seleciona astronauta em reality show

Campeão escolhido entre 36 mil candidatos deve ser 1º sul-coreano a ir ao espaço.

John Sudworth, BBC

12 de novembro de 2007 | 20h15

A Coréia do Sul acaba de escolher seu primeiro futuro astronauta por meio de um programa de televisão que selecionou um candidato entre 36 mil competidores.Após uma série de exaustivos testes mentais e físicos, o nome do vencedor da competição foi anunciado: o cientista Ko San, de 30 anos de idade.O vencedor deve agora receber treinamento para se tornar o primeiro sul-coreano a ir ao espaço.A Coréia do Sul está investindo pesadamente em tecnologia espacial e planeja lançar seu primeiro foguete no ano que vem.Um porta-voz do Ministério de Ciência e Tecnologia do país, Chang Woo-Kim, diz que a Coréia do Sul quer, dentro da próxima dédada, integrar o clube das dez mais poderosas nações a dominar o espaço."Nós queremos despertar os sonhos e esperanças das gerações mais jovens em relação ao programa espacial e tornar a ciência espacial mais popular", afirmou. "Por isso, abrimos a seleção dos astronautas à toda a população."sMas as ambições da Coréia do Sul vão além de simplesmente colocar um coreano no espaço.Segundo o governo, outro objetivo do investimento é capacitar o país para que a Coréia do Sul coloque seus próprios satélites no espaço. A primeira plataforma de lançamento do país já está em construção no extremo sul da península."Nosso programa espacial tem a ver com energia, coragem e sonhos", disse Paik Hong-Yul, presidente do Instituto de Pesquisa Aeroespacial da Coréia do Sul. "Isso está acima do dinheiro. Tem a ver com o desenvolvimento de uma nação".Embora o governo justifique os altos custos do programa espacial com a defesa dos benefícios comerciais de longo prazo e do orgulho nacional, outros países, como os Estados Unidos, desconfiam das intenções dos sul-coreanas."A tecnologia não pode ser separada", afirma Daniel Pinkston, da entidade para a prevenção de conflitos International Crisis Group. "Então, quando você ganha esta capacidade de colocar objetos no espaço, ela pode ser usada para fins civis pacíficos ou militares."Pinkston disse que o uso da tecnologia para fins militares alteraria o equilíbrio estratégico de poder no leste da Ásia.Segundo o especialista, os sul-coreanos tentaram comprar tecnologia espacial dos americanos, mas os Estados Unidos bloquearam qualquer transferência de tecnologia. Como resultado, os sul-coreanos pediram ajuda da Rússia. O treinamento do futuro astronauta, Ko San, também ficará a cargo dos russos. O primeiro foguete deve ser lançado no final de 2008.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.