Criança cai do 3º andar de prédio na zona leste de SP

Uma menina de 10 anos caiu do terceiro andar de um prédio na noite de ontem no Condomínio Tibúrcio 2, no Itaim Paulista, zona leste de São Paulo. Ela foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e levada em estado grave ao Hospital Santa Marcelina, em Itaquera, onde permanece internada. De acordo com informações de familiares, a menina brincava de pular na cama com uma amiga da mesma idade quando teria se desequilibrado e caído.

DANIELA DO CANTO, Agencia Estado

08 de maio de 2009 | 10h40

Conforme os bombeiros, a criança sofreu traumatismo craniano e afundamento da face. "A minha sobrinha estava na casa dessa amiguinha e, pelo que eu sei, elas estavam brincando de pular da cama para a caminha do cachorro. Acho que foi quando ela pulou que caiu da janela", contou Aline de Jesus dos Reis, de 17 anos, tia da vítima. A menina caiu de uma altura de cerca de dez metros e bateu em uma luminária antes de chegar ao chão.

Segundo Aline, no momento do acidente os pais e um irmão da amiga da vítima estavam no apartamento. Eles avisaram o porteiro do prédio e acionaram o resgate. A criança mora no condomínio com duas tias e dois primos há cerca de quatro anos, desde que a mãe morreu, vítima de uma doença no sangue. A família reside no terceiro andar, mas a menina costuma frequentar o apartamento da amiga onde aconteceu o acidente, localizado no terceiro andar. "Ela sempre vai lá brincar com essa amiguinha", afirmou a tia.

Grade

Segundo moradores, a administradora do condomínio não permite que as famílias coloquem grades de proteção nas janelas. Os apartamentos fazem parte do Programa de Arrendamento Residencial (PAR), do Ministério das Cidades, financiado pelo Fundo de Arrendamento Residencial (FAR) e executado pela Caixa Econômica Federal (CEF). O programa atende famílias que recebem até R$ 1,8 mil e vivem em centros urbanos. O caso foi registrado como queda acidental no 50º Distrito Policial (Itaim Paulista).

Tudo o que sabemos sobre:
acidentequedacriançaprédioSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.