Defensor de Macarrão renuncia no Caso Bruno

Advogado disse que o motivo da renúncia é pessoal, mas acredita na inocência de seu cliente

GHEISA LESSA, Agência Estado

12 Março 2012 | 12h22

O advogado Wasley César Vasconcelos, defensor de Luiz Henrique Romão, conhecido como Macarrão, um dos réus no processo sobre o desaparecimento e morte de Eliza Samudio, em 2010, renunciou ao caso por volta das 10h de hoje.

De acordo com o advogado, o motivo da renúncia é "inteiramente pessoal, mas é uma renúncia definitiva". "Continuo acreditando na inocência do Luiz Henrique e torço para que o novo advogado consiga o que eu, durante 1 ano e 8 meses, não consegui, que é a liberdade do meu cliente". O atual advogado do Macarrão, de acordo com o Wasley César, é o advogado Leonardo Diniz, que disse que vai se manifestar apenas para o juiz do caso.

Ontem o advogado do goleiro Bruno Fernandes, Rui Caldas Pimenta, anunciou uma nova estratégia para a defesa de seu cliente, acusado de matar a ex-companheira, Eliza Samudio. Além de admitir a morte da jovem, a defesa afirma que a decisão de matar a jovem teria partido do amigo do goleiro, Luiz Henrique Romão.

Abaixo a íntegra da renúncia, publicada no facebook de Wasley César:

"Caros amigos, renunciei hoje de manhã ao chamado ''Caso Bruno''. Tal fato se deu por questões de foro íntimo. Apenas isso. Continuo torcendo, e muito, para que a justiça seja restaurada nesse caso, restaurada para todos os réus. De antemão, agradeço, a todos que torceram para o sucesso de minha atuação. O que desejo, de coração, é que o novo patrono consiga tudo aquilo que, apesar de muita luta, não conseguimos. Obrigado a todos!"

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.