Depois de SP, deputados do Rio aprovam lei antifumo

Os deputados do Rio aprovaram hoje, por 49 votos a 0, projeto de lei do Executivo que proíbe o fumo em locais públicos do Estado, exceto ruas, tabacarias, residências, cultos religiosos, quartos de hotéis, produções teatrais e locais de filmagens. Ao declarar o seu voto, o líder do governo, Paulo Melo (PMDB), disse que não tinha vergonha de "copiar uma ideia extremamente bem sucedida do Estado de São Paulo". Dos 70 deputados, 21 faltaram à sessão.

FELIPE WERNECK, Agencia Estado

11 Agosto 2009 | 20h13

Foram aprovadas 10 das 28 emendas apresentadas. A multa prevista em caso de descumprimento varia de R$ 3 mil a R$ 30 mil e poderá ser contestada em um prazo de 30 dias. O texto agora será encaminhado para sanção do governador Sérgio Cabral Filho (PMDB). Cada mesa do plenário da Assembleia Legislativa mantém cinzeiros dourados da época em que a Casa abrigava a Câmara dos Deputados, mas até mesmo fumantes votaram a favor do projeto que "proíbe o consumo de cigarros, cigarrilhas, charutos, cachimbos ou de qualquer outro produto fumígeno, derivado ou não do tabaco".

Mais conteúdo sobre:
lei antifumoRJ

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.