Diabete afeta saúde de jovens nos EUA

Mais da metade dos adolescentes com sobrepeso nos Estados Unidos corre o risco de ter doenças cardíacas. A conclusão é de estudo conduzido pelo Centers for Disease Control and Prevention (CDC, sigla em inglês), ligado ao governo americano.

AE, Agência Estado

22 Maio 2012 | 09h15

O levantamento, feito com mais de 3 mil jovens, confirma estudos recentes de que a diabete tipo 2 está crescendo nessa faixa etária. No total, 23% estão com pré-diabete ou já desenvolveram a doença, segundo pesquisa publicada no Journal Pediatrics. Em 2000, a taxa era de 9%. Esse aumento na incidência de diabete tipo 2 é o principal responsável pelo risco cardíaco em crianças e adolescentes.

A doença tem sido registrada mesmo entre adolescentes magros, embora em escala menor dos que estão com sobrepeso ou são obesos. Duas décadas atrás, quase não havia casos de diabetes tipo 2 entre crianças e adolescentes nos EUA, independentemente do peso. Em países como o Brasil, ainda é raro, segundo endocrinologistas. Normalmente, nessa faixa etária, as pessoas são portadoras de diabete tipo 1. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Mais conteúdo sobre:
saúde diabete EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.