Dilma decide futuro de Orlando Silva após reunião com ele

A presidente Dilma Rousseff vai decidir sobre o futuro do ministro do Esporte depois de uma reunião com ele nesta sexta-feira para discutir as acusações de corrupção, disse uma fonte do governo.

REUTERS

21 de outubro de 2011 | 09h48

"Ela quer se reunir com ele pessoalmente antes de tomar uma decisão", disse a fonte, que está bem informada sobre o assunto, mas não está autorizada a discuti-la publicamente.

Orlando Silva é acusado de coordenar um esquema de desvio de recursos que seriam destinados a convênios com organizações não-governamentais firmados pela pasta no âmbito do programa Segundo Tempo. Esse desvio supostamente beneficiaria o ministro e seu partido, o PCdoB.

O escândalo ameaça atrapalhar os preparativos para a Copa do Mundo de 2014 e a Olimpíada de 2016.

Dilma se reuniu com auxiliares na noite de quinta-feira para revisar as alegações contra Silva depois de ter retornado de uma viagem à África, segundo a fonte.

O jornal Estado de S.Paulo divulgou nesta sexta que a presidente já teria decidido, depois dessa reunião, de substituir o ministro por outro membro do partido.

Orlando Silva nega as acusações e afirma que elas são uma represália à decisão da pasta de romper convênios firmados com entidades dirigidas pelo policial militar João Dias Ferreira e reivindicar a devolução dos recursos destinados a esses acordos.

Dilma já perdeu quatro ministros envolvidos por denúncias de irregularidades.

(Reportagem de Raymond Colitt)

Mais conteúdo sobre:
POLITICADILMAORLANDO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.