Enforcamento pode ser causa da morte de Berezovsky, diz polícia

A polícia britânica disse nesta segunda-feira que uma autópsia determinou que a causa da morte do magnata russo Boris Berezovsky era consistente com enforcamento e que não havia sinais de briga violenta.

Reuters

25 de março de 2013 | 20h40

A polícia afirmou que mais testes serão feitos, incluindo exames de toxicologia e histologia, e que os resultados devem levar algumas semanas.

O corpo de Berezovsky, de 67 anos, foi encontrado no banheiro trancado de sua casa a oeste de Londres no sábado.

Um dos mais poderosos entre os chamados oligarcas da Rússia, Berezovski era conhecido como o "padrinho do Kremlin" e exerceu enorme poder na política e nos negócios durante uma década turbulenta que se seguiu ao colapso da União Soviética.

(Reportagem de Ankur Banerjee, em Bangalore)

Tudo o que sabemos sobre:
GBBEREZPVSKYMORTE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.