Escândalo de propinas leva 95 a julgamento na Espanha

Ex-prefeitos e funcionários do governo de cidade no sul do país teriam cobrado milhões por alvarás de construção.

BBC Brasil, BBC

27 de setembro de 2010 | 16h30

Um escândalo envolvendo o pagamento de suborno para a emissão de alvarás de construção colocou 95 pessoas no banco dos réus em um tribunal no sul da Espanha.

Trata-se de um dos maiores julgamentos por corrupção já realizados no país.

Entre os suspeitos estão dois ex-prefeitos e o ex-diretor de planejamento da cidade turística de Marbella.

Eles foram acusados de receber suborno em troca de permissões para obras em um esquema multi-milionário.

A prefeitura de Marbella foi dissolvida e substituída temporariamente por auditores em 2006, quando o escândalo veio à tona.

A promotoria pediu uma senteça de 20 anos para Marisol Yague, que foi prefeita da cidade entre 2003 e 2006.

Seu antecessor no cargo, Julian Munoz, pode pegar dez anos se for declarado culpado.

O ex-chefe de planejamento urbano, Juan Antonio Roca, acusado de ser o cabeça da operação, pode receber pena de até 30 anos.

Eles foram indiciados por vários crimes envolvendo corrupção, lavagem de dinheiro e uso indevido de dinheiro público.

Ex-funcionários da prefeitura, advogados e representantes de empresas também foram acusados.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.