Estudo identifica gene 'causador de vários tipos de câncer'

Trop-2 responde por tumores na mama, cólon, estômago, pulmões, próstata, ovários e pâncreas

BBC,

24 de setembro de 2007 | 13h41

Cientistas italianos identificaram um gene que está diretamente ligado ao surgimento de 74% dos casos de câncer. A pesquisa, que será anunciada nesta segunda-feira, 24, na Conferência Européia sobre Câncer, em Barcelona, na Espanha, descobriu que o gene, conhecido como Trop-2, teria um papel fundamental no aparecimento de tumores na mama, cólon, estômago, pulmões, próstata, ovários e pâncreas. Os pesquisadores observaram a ligação entre o gene e vários tipos de câncer durante experimentos feitos com ratos ou com tumores cultivados em laboratório. O líder do estudo, Saverio Alberti, da Universidade de Chieti, disse ter observado altos níveis da atividade de Trop-2 em cerca de 65% a 90% dos tumores analisados, resultando numa média geral de 74%. "Estes números são altos", avalia o pesquisador.  "A função do gene Trop-2 era um mistério até agora, mas este estudo revela que ele está envolvido com o surgimento, em média, de três quartos dos casos de câncer", disse Alberti.  Os estudiosos esperam que a descoberta possa contribuir para o desenvolvimento de novos tratamentos à base de anticorpos que atacariam a atividade do gene, diminuindo ou interrompendo por completo o desenvolvimento do câncer.  A equipe de cientistas italianos vem pesquisando a ação do Trop-2 há três anos, depois de concluírem que o gene tinha uma ação degenerativa durante a gravidez, podendo também provocar crescimento de tumores. "Ainda é cedo, mas estamos muito animados com as chances de terapias que podem surgir desta descoberta", disse o especialista. Alberti acrescentou que os primeiros testes com remédios feitos à base de anticorpos poderiam começar a partir do ano que vem e que estariam disponíveis para os pacientes em cinco anos.

Tudo o que sabemos sobre:
CâncerGene

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.