Estudo traça origem do gato doméstico até 100.000 anos atrás

O gato doméstico é descendente do Felis silvestris lybica, que surgiu do cruzamento de cinco espécies selvagens, segundo análise genética

Agencia Estado

02 Julho 2007 | 08h54

A linhagem dos gatos domésticos pode ser rastreada até genitores selvagens que cruzaram há mais de 100.000 anos, indica uma nova pesquisa. "Gatos domésticos, incluindo as raças sofisticadas e os gatos selvagens, todos formam um grupo genético que é virtualmente indistinguível dos do Oriente Médio", diz Stephen J. O´Brien, do Instituto Nacional do Câncer dos EUA. "Portanto a domesticação, certamente, teve lugar no Oriente Médio, que é onde aqueles gatos vivem hoje", acrescentou O´Brien, co-autor de um artigo sobre as origens do gato doméstico, publicado na edição desta semana da revista Science. Também tomou parte no trabalho Carlos Driscoll, da Universidade Oxford. Trata-se de uma pesquisa com implicações sérias, porque os gatos são um modelo para algumas doenças humanas, como doença policística dos rins e atrofia da retina, explicou Driscoll. A árvore genealógica dos gatos pode ser traçada até cinco tipos de felino selvagem, mas isso não significa que o animal foi domesticado cinco vezes, disse Driscoll. Em vez disso, as cinco variedades cruzaram entre si diversas vezes, produzindo como resultado o Felis silvestris lybica, que parece ser o ancestral direto do gato doméstico moderno. "Foi um experimento fantástico quando os animais saíram da vida selvagem", disse O´Brien. "Gatos são conhecidos por sua natureza feroz, letal", acrescentou, e portanto foi uma mudança radical para eles. Os gatos podem ter sido domesticados várias vezes, disse ele, sendo, no entanto, mais provável que a domesticação tenha ocorrido uma única vez, e que gatos selvagens tenham cruzado com a variedade doméstica original. "Não vi acontecer, mas os dados apóiam isso", afirmou. Os pesquisadores descobriram gatos selvagens, com DNA idêntico ao dos gatos domésticos, em Israel, Emirados Árabes Unidos, Bahrein e Arábia Saudita. Estudando o DNA mitocondrial de 979 gatos, domésticos e selvagens, da Europa, Ásia e África, os pesquisadores concluíram que a origem da espécie se desenrolou entre 130.000 e 160.000 anos atrás. A domesticação do gato começou há cerca de 10.000 ou 12.000 anos atrás, disse O´Brien, no mesmo momento em que os primeiros agricultores domesticaram as primeiras variedades de cereal. Quando isso aconteceu, as lavouras passaram a atrair roedores, e os felinos primitivos adaptaram-se à caça desses animais, entrando em contato com os humanos.

Mais conteúdo sobre:
gato domesticação origem

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.