Ex-guerrilheiro é escolhido para disputar Presidência do Uruguai

A coalizão que comanda o Uruguai escolheu um ex-líder guerrilheiro como candidato oficial nas eleições do ano que vem, mas também decidiu que sua candidatura será avaliada pelos eleitores. José Mujica, 74, liderou o Movimento pela Libertação Nacional Tupamaros, responsável por sequestros e ataques a bomba no final dos anos 1960 e no começo dos anos 1970. Ele foi preso durante a ditadura militar no Uruguai, que foi de 1973 a1985, e, nos últimos anos, suavizou sua imagem e atualmente ésenador. Sua candidatura foi apoiada por 70 por cento dos quase 2.400 delegados da Frente Amplio, durante uma reunião feita no domingo. "Juntos, podemos vencer", disse Mujica, considerado um esquerdista de linha dura dentro da coalizão. O presidente Tabaré Vazquez, que se tornou o primeiro líder socialista do Uruguai em 2005, não pode se candidatar a mais um mandato. Nas primárias, Mujica pode enfrentar o ex-ministro da Economia Danilo Astori, membro moderado da coalizão criticado por promover uma relação mais próxima com os Estados Unidos. As eleições presidenciais serão feitas em outubro. (Reportagem de Conrado Hornos)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.