Falta de proteína leva a autodestruição de músculos por exercício

Células musculares, que deveriam ganhar força com exercício, em vez disso se autodestroem quando a proteína BAG3 não está presente, mostra uma nova pesquisa. Ratos sem a BAG3 parecem saudáveis ao nascer, mas quando começam a usar os músculos para respirara ou se mover, as células degeneram rapidamente e não conseguem se regenerar, diz o biólogo Shinichi Takayama, da Faculdade de Medicina da Georgia (EUA). O trabalho está publicado na edição de setembro do American Journal of Pathology.A equipe de Takayama espera que a descoberta ajude a evitar a atrofia muscular que caracteriza doenças como distrofia muscular, falha cardíaca e uma condição menos conhecida, chamada miopatia miofibrilar, que afeta as menores fibras musculares. Takayama acredita que seu modelo de animais sem BAG3 representa o pior caso dessa doença."Basicamente, acreditamos que a degeneração começa porque o uso do músculo, que deveria fortalecê-lo", diz o biólogo. Em vez disso, as células começam a morrer. "Eles não conseguem respirar, não conseguem usar os músculos e morrem rápido", diz o cientista, referindo-se aos ratos.

Agencia Estado,

30 de agosto de 2006 | 18h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.