Filipinas recebem ajuda para conter vazamento de óleo

Austrália e França comprometeram-se a ajudar as Filipinas a limpar um grande derramamento de petróleo, provocado por um petroleiro afundado, informa a presidente Gloria Macapagal Arroyo. A presidente agradeceu os EUA e o Japão pelo envio de especialistas para ajudar a controlar o vazamento, que já contaminou áreas turísticas, reservas ambientais marinhas e comunidades pesqueiras. As autoridades pedirão mais ajuda internacional, disse Arroyo. O navio Solar I, transportando cerca de 2 milhões de litros de combustível, afundou em 11 de agosto e começou a vazar óleo, que já contaminou 220 km de costa. Uma investigação apresentará acusações criminais e sugerirá meios de evitar novas tragédias do tipo, afirmou a presidente.O secretário do Meio Ambiente, Angelo Reyes, disse que o petroleiro já foi localizado, a 700 metros de profundidade, e que um navio de resgate japonês está a caminho para sondar o naufrágio, com câmeras de controle remoto.

Agencia Estado,

28 de agosto de 2006 | 15h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.