Fogo em boate deixa dezenas de mortos no Rio Grande do Sul

Local era frequentado por jovens de classe média; estimativas iniciais variam de 20 a 90 vítimas fatais.

BBC Brasil, BBC

27 de janeiro de 2013 | 09h09

Um incêndio em uma boate em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, pode ter deixado de 30 a 40 mortos de acordo com estimativas iniciais, repassadas pela BBC Brasil pelo corpo de bombeiros da cidade.

A estimativa do secretário de Segurança do estado, Airton Michels, é de "mais de 20" mortos. Citando "veículos da imprensa local", a agência Reuters divulgou que o número de vítimas fatais poderia passar de 90.

"É preciso enfatizar que só temos estimativas, ainda não podemos confirmar nada, nem dar nomes", disse o Sargento Artur Rigue, do corpo de bombeiros de Santa Maria. "Temos cerca de 50 bombeiros trabalhando no local e as vítimas, algumas em estado grave, foram levadas para mais de 5 hospitais."

O incêndio ocorreu na Boate Kiss, frequentada principalmente por jovens de classe média de Santa Maria - cidade que tem uma grande população universitária.

Segundo os bombeiros o fogo teria começado às 3h15 da madrugada deste domingo, quando a boate estava cheia.

De acordo com a Rádio Gaúcha, que tem um escritório em Santa Maria, o incêndio teria começado no palco, durante um show, e logo se espalhou para o revestimento de espuma que fazia o isolamento acústico da boate.

A fumaça provocou pânico e, na correria, alguns jovens teriam sido pisoteados.

Nesta manhã de domingo, algumas famílias desesperadas procuravam seus parentes entre as vítimas.

"Pedimos que não sigam para o local da boate, porque a multidão já está atrapalhando nosso trabalho", instrui Rigue. "É melhor que os parentes se dirijam diretamente para os hospitais da cidade."

A maior parte das vítimas foi encaminhada para o Hospital Universitário de Santa Maria. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.