Fotógrafo diz ter sido ameaçado por segurança da Universal

'Se vocês não saírem daqui vou encher o carro de bala', teria sido dito à equipe do jornal 'Folha de S. Paulo'

Daniela do Canto, da Central de Notícias,

14 Agosto 2009 | 07h17

Uma equipe de reportagem do jornal Folha de São Paulo afirma ter sido ameaçada por seguranças da Igreja Universal do Reino de Deus na madrugada desta sexta-feira, 14, na zona sul de São Paulo. O repórter fotográfico e o motorista que se disseram ameaçados procuraram o 11º Distrito Policial (Santo Amaro), onde o delegado plantonista registrou um boletim de ocorrência por atentado contra a liberdade de trabalho.   O fotógrafo Luiz Carlos Gomes, de 25 anos, contou que tirava fotos na calçada, em frente à unidade da Igreja Universal da Avenida João Dias, em Santo Amaro, quando quatro seguranças saíram do templo, por volta da 1h45. Três deles se dirigiram à equipe enquanto um observou de longe.   De acordo com o repórter fotográfico, um dos seguranças perguntou de onde a equipe era, ordenou que eles não tirassem fotos e ameaçou efetuar disparos de arma de fogo enquanto deixava as mãos dentro da blusa, simulando estar armado. "Ele falava: 'cadê o carro de vocês? Se vocês não saírem daqui vou encher o carro de vocês de bala'", afirmou Gomes.   Ainda conforme o fotógrafo, uma viatura da Polícia Militar (PM) passou pelo local no momento da abordagem dos seguranças. Gomes fez sinal para que ela parasse. "Eles (os PMs) disseram que não podiam fazer nada, que o máximo que poderiam fazer era me levar para delegacia", afirmou Gomes.   O repórter disse ter pedido para que os policiais fossem suas testemunhas. "O policial disse: 'se eu for até a delegacia vou ser testemunha do cara (segurança) porque ele é policial também, ele ainda vai te processar e arrancar uma grana de vocês'", garantiu o repórter fotográfico. Se sentindo intimidados, Gomes e o motorista deixaram o local e foram até o 11ºDP por meios próprios, antes que o fotógrafo pudesse concluir o seu trabalho. Até o momento, a Igreja Universal não se pronunciou sobre o episódio.

Mais conteúdo sobre:
Igreja Universalameaça

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.