Lucas Figueiredo|Divulgação
Lucas Figueiredo|Divulgação

Gabriel tem cláusula de saída menor, diz empresário

Vagner Ribeiro afirma que, por ora, só existem especulações

O ESTADO DE S.PAULO

30 de maio de 2016 | 19h52

O atacante Gabriel pode ser o primeiro jogador a ser negociado pelo Santos na janela de transferências para o futebol europeu. Vários times já sondaram o jogador e o Santos exige pelo menos 30 milhões de euros (R$ 119 milhões). Mas o empresário do atleta, Vagner Ribeiro, comenta que, por enquanto, há apenas muita “especulação” e que não tem nada definido sobre o futuro de Gabriel. 

Apesar do valor exigido pelo Santos, o agente confirmou em entrevista ao Fox Sports que existe uma “cláusula de saída” no contrato do atacante em que o clube é forçado a liberá-lo por 18 milhões de euros (R$ 71 milhões). "Quando eu fiz o contrato profissional do Gabriel com o Santos, coloquei uma cláusula de saída de 18 milhões de euros, bem abaixo da multa rescisória de 50 milhões de euros”,  afirmou Wagner Ribeiro.

Gabriel está com a seleção brasileira para a disputa da Copa América. Ele marcou o segundo gol do Brasil no amistoso contra o Panamá neste domingo. Além do atacante, Lucas Lima, também com a seleção brasileira, e o lateral-esquerdo Zeca podem ser negociados nesta janela de transferências.

REFORÇO

O Santos confirmou a contratação do atacante Rodrigão, que defendia o Campinense (Paraíba). O jogador assinou contrato com com o clube da Vila Belmiro por 5 anos, até maio de 2021.  “É um sonho. Não tenho nem o que falar sobre vestir a camisa do Santos FC. Já conheci o CT Rei Pelé e a Vila Belmiro e a estrutura é ótima. Quero fazer história, fazer muitos gols, ser ídolo. Sei que a responsabilidade é grande, mas estou preparado”, afirmou Rodrigão.

 

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.