Grupo de empresas europeias pede proteção contra sanções à Rússia

A Associação de Empresas Europeias pediu nesta quinta-feira que a União Europeia, a Rússia e a Ucrânia protejam investidores estrangeiros de "quaisquer novas medidas retaliatórias" contra a Rússia por suas ações na Ucrânia.

REUTERS

04 Setembro 2014 | 11h03

Em comunicado, o grupo de lobby que representa mais de 600 companhias europeias disse que escreveu para 28 chefes de Estado e governos para alertar que "entre nossos membros há companhias globais com negócios em setores que seriam diretamente afetados por essas medidas".

"A introdução dessas medidas poderia levar a um sério declínio dos volumes de produção e do número de locais de trabalho, afetando não apenas as próprias indústrias, mas também fornecedores e varejistas que trabalham nesses setores", disse a entidade, acrescentando que isso significaria redução dos pagamentos de impostos e obrigações.

(Reportagem de Elizabeth Piper)

Mais conteúdo sobre:
UCRANIASANCOESPROTECAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.