Grupo protesta contra uso de animais em pesquisas

Para marcar o Dia Internacional de Protesto contra a Experimentação Animal e a Vivisecção, o grupo Cadeia Para Quem Maltrata os Animais realizou, neste sábado, manifestação em frente ao Ministério da Ciência e Tecnologia, em Brasília. Distribuindo cartazes e folhetos e vestindo máscaras e jalecos, os manifestantes procuraram conscientizar a população para a necessidade de abolir a uso de animais em experimentos científicos.

AE, Agência Estado

16 de abril de 2011 | 17h43

Segundo a organização, já são desenvolvidas tecnologias para pesquisas médicas e científicas que usam análises computadorizadas e simuladores. O grupo defende que essas técnicas alternativas têm a vantagens de ser elaboradas a partir do organismo humano, podendo, portanto, obter resultados mais rápidos e precisos.

A coordenadora da manifestação, Patrícia Elmoor, estima que cerca de 100 pessoas participaram do protesto em Brasília. Ela admite que abolir o uso de animais em pesquisas pode ser "um sonho", que necessita de vontade pública para ser alcançado, mas acredita que é possível conscientizar os consumidores para que não usem produtos que sejam desenvolvidos a partir de experimentos com animais.

Foram realizadas também manifestações em cidades como o Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, Porto Alegre, Belo Horizonte e Campinas. As informações são da Agência Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.