Homem atira na cabeça do filho de 2 anos e se suicida

Armado com um revólver calibre 32 e inconformado com a traição, o desempregado Sidney da Luz Nascimento, de 24 anos, fez reféns a mulher, Roberta Silva Guimarães Dutra, de 25 anos, o filho Artur do Nascimento, de 2, e a sogra Francisca Guimarães, de 50, durante duas horas. Depois, atirou na cabeça da criança e cometeu suicídio. O menino está internado em estado grave na Santa Casa de Misericórdia, no centro de São Paulo.A tragédia aconteceu no apartamento 228 do prédio de número 240 da Rua Mauá, região central. Segundo o tenente-coronel Paulo Adriano Telhada, comandante do 7º Batalhão, Nascimento descobriu que a mulher tinha um relacionamento extraconjugal e decidiu vingar-se.Transtornado, Nascimento invadiu o local, às 19h20. A PM foi avisada. Telhada e outros 40 policiais militares cercaram a área e isolaram parte da Rua Mauá. O oficial contou que chegou a negociar com o desempregado. "Ele parecia tranqüilo e disse estar disposto a liberar os reféns." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.