Incidente envolvendo cantor Chorão atrasa vôo em SP

Líder do grupo Charlie Brown Jr. teria se recusado a desligar equipamento eletrônico durante a decolagem

Paulo R. Zulino, do estadao.com.br,

08 de março de 2008 | 15h26

O cantor Chorão, líder do grupo Charlie Brown Jr., teve de se retirar de um avião da Gol que sairia na manhã deste sábado, 8, do Aeroporto Internacional de Guarulhos, com destino a Manaus, porque teria se recusado a desligar um equipamento eletrônico durante a decolagem, norma padrão praticada pelas empresas aéreas. De acordo com a assessoria de imprensa da Infraero, o vôo 1640 deveria ter saído às 10h35, mas, por conta desse incidente, só decolou quase duas horas depois, às 12h35.O comandante avisou aos passageiros que havia um aparelho eletrônico ligado e que não poderia decolar enquanto o equipamento não fosse desligado por comprometer a segurança do vôo. O cantor não desligou o e teria se desentendido com integrantes da tripulação inclusive com o próprio comandante da aeronave. O Charlie Brown tem show marcado para esta sábado na Academia de Tênis em Manaus, no Amazonas.A Polícia Federal de Cumbica informou que o cantor compareceu espontaneamente no plantão da delegacia para fazer reclamações contra a companhia aérea Gol. Os agentes orientaram Chorão a procurar a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) ou mesmo o Juizado Especial do Aeroporto de Cumbica para relatar o caso. A assessoria de imprensa da Infraero disse que o cantor acabou não viajando no avião.

Tudo o que sabemos sobre:
Charlie Brown JrChorão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.