''Inquéritos mostram transparência''

A Polícia Federal rechaçou categoricamente a informação segundo a qual os inquéritos foram abertos "por ordem" do Ministério Público Federal. "Referidas investigações foram iniciadas após criteriosa análise jurídica da Polícia Federal e não por ordem do Ministério Público, até porque não há relação de hierarquia entre as instituições", informou a PF. Por meio de nota dividida em quatro capítulos a PF esclarece ponto a ponto todas as providências que adotou. A PF destaca que os inquéritos foram instaurados com base em seu próprio trabalho. "Todos os fatos narrados reportam-se a apurações internas da própria PF e a instauração dos inquéritos tem por objetivo demonstrar a transparência da conduta da instituição".

, O Estadao de S.Paulo

24 de novembro de 2009 | 00h00

O documento assinala que "todas as apurações internas foram realizadas mediante procedimentos regulares previstos em lei e em decreto federal".

A PF assevera que "o objetivo dos inquéritos é identificar a autoria dos fatos em tese criminosos o que não significa necessariamente que tais fatos foram praticados por servidores policiais".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.