Lançamento de foguete brasileiro é adiado pela quinta vez

Ventos fortes levaram a um novo adiamento da missão do VSB-30. Prazo para lançamento vai até dia 19

Reuters

16 Julho 2007 | 14h03

Ventos de altitude considerados fortes adiaram pela quinta vez o lançamento do foguete VSB-30 ao espaço nesta segunda-feira, 16, informou a Agência Espacial Brasileira. Uma nova tentativa será feita nesta terça-feira. Nesta tarde, o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) fará estudos para recalcular a trajetória do foguete, de modo a identificar se ele pode ser lançado nas atuais condições de vento, anormais para essa época do ano. Após sucessivos cancelamentos, quatro somente na semana passada, restam apenas três dias para que o CLA (no Maranhão) possa completar a missão. A chamada operação Cumã 2 levará ao espaço nove experimentos científicos para serem testados em ambientes de microgravidade. O veículo de sondagem, que não tem capacidade de entrar em órbita, voará por 20 minutos, sendo seis minutos e meio em situação de aparente ausência de peso. Completada a trajetória, a carga útil do foguete (local onde estão armazenados os experimentos) cairá no mar de onde será resgatado por uma equipe da Aeronáutica. O VSB-30 foi construído com a agência espacial alemã e custou US$ 1,25 milhão. As possibilidades de janela para o lançamento do foguete começaram no último dia 11 de julho e terminarão no próximo 19.

Mais conteúdo sobre:
alcântara foguete vsb-30

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.