Ler sem prestar atenção não faz bem, mostra estudo

Pela primeira vez, pesquisadores demonstraram os efeitos danosos da leitura desatenta - um fenômeno no qual as pessoas passam de sentença em sentença sem realmente prestar atenção.Já leu o mesmo parágrafo três vezes? Ou chegou ao fim de uma página e percebeu que não fazia idéia do que havia acabado de ler? Isso é leitura desatenta. É o equivalente literário de dirigir por quilômetros sem se lembrar como você chegou lá - algo tão comum que muitas pessoas nem reparam.Em um novo estudo com estudantes universitários, pesquisadores da Universidade de Pittsburgh e da Universidade da Colúmbia Britânica estabeleceram uma maneira de estudar a leitura desatenta em um laboratório.Suas descobertas mostraram que sonhar acordado tem seu preço. Os leitores que leram com mais desatenção tendem a ir pior nos testes de compreensão de texto - um resultado significativo, se não surpreendente. O estudo também sugeriu que a desatenção leva a resultados ruins em provas, mesmo quando se levam em conta a outros fatores possíveis, como a complexidade da matéria ou da pergunta.Os pesquisadores esperam que seu trabalho inspire mais pesquisas sobre por que a leitura desatenta acontece, e o que pode ser feito para pará-la.Durante o experimento, os estudantes disseram que enquanto seus olhos varriam as palavras, suas mentes estavam freqüentemente em outro lugar. Eles estavam com fome, ou sede, ou cansados. Pensando sobre planos, preocupações ou memórias. Alguns entraram em fantasias. Outros mantiveram o pensamento no livro, mas suas mentes estavam vagando em tangentes sobre o enredo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.