Lula rebate críticas de Serra e diz que 'o bicho vai pegar'

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva rebateu neste domingo os ataques da oposição à candidata do PT ao Palácio do Planalto, Dilma Rousseff, alertando sua ex-auxiliar de que "o bicho vai pegar" durante a campanha eleitoral.

REUTERS

13 de junho de 2010 | 12h26

"Esperamos que os nossos adversários estejam dispostos a fazer uma campanha para discutir programa e não façam jogo rasteiro para discutir dossiê todo dia", afirmou Lula durante a convenção nacional do PT, evento em que a candidatura da ex-ministra da Casa Civil é formalizada.

No sábado, durante a convenção nacional do PSDB, Serra deixou de lado o estilo conciliatório que vinha adotando e fez um duro discurso contra o presidente Lula.

O tucano apontou corrupção no Executivo federal, atacou o loteamento político de cargos e se utilizou do escândalo do mensalão do PT como argumento. Comparou ainda Lula ao rei francês Luís 14, para quem o Estado era ele próprio.

O presidente pediu calma a Dilma e ao seu vice, o presidente do PMDB e da Câmara, deputado Michel Temer (SP).

"O bicho vai pegar... a tranquilidade de vocês é o que vai garantir que a gente ganhe as eleições", afirmou

(Reportagem de Fernando Exman)

Tudo o que sabemos sobre:
ELEICOESLULA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.