Marroquino é detido na Itália por suposta conspiração terrorista

A polícia antiterrorismo deteve um marroquino de 20 anos no norte da Itália sob suspeita de planejar ataques contra alvos incluindo uma sinagoga em Milão.

REUTERS

15 Março 2012 | 07h17

Uma mulher com suposta ligação com o marroquino foi detida pela polícia britânica em Londres, disseram as autoridades italianas em comunicado.

O comunicado afirmou que o homem, que morava perto de Brescia, a leste de Milão, desde que tinha seis anos, criou uma página no site de relacionamentos Facebook dedicada ao treinamento para uso de armas e explosivos.

A polícia informou ter encontrado um documento no computador do homem mostrando mapas e medidas de segurança ao redor da principal sinagoga de Milão, no centro da cidade.

(Reportagem de Sara Rossi e Philip Pullella)

Mais conteúdo sobre:
ITALIA MARROQUINO TERRORISMO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.