McCain vence disputa pela nomeação republicana

John McCain conquistou a nomeaçãopelo Partido Republicano para disputar a Presidência dosEstados Unidos com quatro grandes vitórias nesta terça-feiraque fizeram o seu rival, o ex-governador de Arkansas MikeHuckabee, desistir da corrida pela Casa Branca. As vitórias em Vermont, Ohio, Texas e Rhode Island deram aMcCain mais do que os 1.191 delegados necessários para vencer anomeação, de acordo com a contagem feita pela mídia. No seu discurso triunfal após as projeções, McCain afirmouque o próximo presidente dos EUA precisará explicar como acabarcom a guerra no Iraque sem exacerbar um conflito sectário quepoderia desestabilizar o Oriente Médio. Ele também disse que ajudaria a melhorar a economianorte-americana e a fortalecer o crescimento dos empregos aopromover impostos menores, menos regulações do governo e areduzir o protecionismo. "Vou deixar para o meu oponente dizer que eles podemimpedir as empresas e os empregos de ir para o exterior aodificultar para que elas façam negócios aqui em casa. Nós vamosfazer campanha para fortalecer o crescimento dos empregos naAmérica ao ajudar as empresas a se tornarem mais competitivascom taxas menores e menos regulação", afirmou ele. O presidente norte-americano, George W. Bush, deve declararapoio ao senador do Arizona na quarta-feira. Mais cedo, o rival de McCain desistiu da disputa. "Eu farei todo o possível para unir nosso partido", disseHuckabee a seus partidários em Irving, Texas, dizendo quetelefonou para McCain para parabenizá-lo pela vitória. Na corrida democrata, Barack Obama teve uma vitória fácilem Vermont e a rival Hillary Clinton venceu em Rhode Island emmeio à luta dela para salvar sua candidatura presidencial nestaterça-feira, nos Estados de Ohio e Texas. A vitória de Hillary em Rhode Island quebrou a série de 12triunfos seguidos de Obama no duelo para decidir quem terá anomeação democrata para enfrentar McCain na eleiçãopresidencial em novembro. A senadora por Nova York está sob pressão para vencer nosdois maiores Estados na disputa desta terça-feira, Ohio eTexas, para manter vivas as suas aspirações presidenciais eprolongar a disputada campanha com Obama. O comparecimento foi pesado em todos os quatro Estados e ascampanhas de Obama, senador de Illinois, e Hillary trocaramacusações de irregularidades nas urnas tanto em Ohio como noTexas. Um juiz de Ohio cedeu a um pedido da campanha de Obamapara estender a votação em algumas áreas da região deCleveland. De acordo com as contagens iniciais, Obama tinha umapequena vantagem no Texas.Para Hillary, vitórias nos dois grandes Estados em disputareanimariam sua campanha e direcionariam a corrida para opróximo grande desafio --Pensilvânia, em 22 de abril. (Reportagem adicional de Ellen Wulfhorst, Caren Bohan eJeff Mason)

JOHN WHITESIDES, REUTERS

05 de março de 2008 | 00h08

Tudo o que sabemos sobre:
EUAELEICAOMCCAINVENCE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.