Medvedev acusa o próprio partido de corrupção

O presidente russo, Dmitri Medvedev, disse que os membros de seu partido - Rússia Unida - devem parar de manipular as eleições e aprender a vencer de forma limpa. O Rússia Unida controla o Parlamento, dá sustentação política ao governo de Medvedev e serviria de plataforma para um possível retorno do atual premiê, Vladimir Putin à presidência, em 2012. A crítica foi interpretada como uma resposta às acusações de corrupção nas eleições locais de outubro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.