Menina sul-africana recebe clone da própria pele em transplante

Criança teve corpo queimado em explosão, mas pode ser salva por procedimento inédito no continente.

BBC Brasil, BBC

14 de junho de 2012 | 10h57

A menina sul-africana Isabella Krueger tinha 10% de chances de sobreviver às queimaduras que atingiram cerca de 80% de seu corpo.

Ela foi vítima de um acidente com querosene, pouco antes do Ano Novo.

Seis meses depois, Isabella, que tem apenas três anos de idade, recebeu um transplante de pele inédito, o primeiro do tipo realizado na África.

A pele dela foi clonada em um laboratório em Boston, nos Estados Unidos, e levado para a África do Sul. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
transplante de peleafrica do sul

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.