Menino morre em SP ao ser atingido por taco em jogo

Foi enterrado hoje em Euclides da Cunha Paulista, no interior de São Paulo, o garoto Erick Santana, de 8 anos, que morreu no domingo ao ser atingido por um taco durante um jogo de bets, também chamado de bétia ou taco. A partida era realizada no Assentamento Porto Letícia, onde o menino morava com a família. Erick atuava como gandula quando um pedaço de madeira, usado como bastão, acertou seu peito. O autor da tacada é o tio da criança, Fabiano do Nascimento Santos, de 21 anos.O tio tentou rebater a bola, mas o taco escapou de suas mãos e atingiu o tórax do sobrinho, que desmaiou. Ele foi levado para o hospital de Primavera, mas já chegou morto ao local. Fabiano, que passou mal e não foi preso, é irmão de Fabrício Roberto dos Santos, padrasto de Erick. A Polícia Militar (PM) registrou a morte do garoto como homicídio culposo. Já a Polícia Civil, que conclui o inquérito na semana que vem, informou que houve morte acidental por "traumatismo torácico". No jogo, os participantes (em duplas) rebatem a bolinha arremessada pelos adversários. Quando acerta, o rebatedor troca de lugar com o parceiro enquanto o arremessador corre para apanhar a bola rebatida. Cada mudança vale um ponto. A partida tem 24 pontos. A dupla de lançadores assume a condição de rebatedores se conseguir derrubar a base que fica ao lado de cada rebatedor.

SANDRO VILLAR, Agencia Estado

08 de abril de 2008 | 15h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.