Mercado corta previsões de inflação e PIB em 2011 e 2012

O mercado financeiro reduziu ligeiramente suas previsões para a inflação brasileira neste ano e no próximo, assim como os cenários para o crescimento econômico, mostrou o relatório Focus divulgado pelo Banco Central nesta segunda-feira.

REUTERS

24 Outubro 2011 | 08h56

O prognóstico para a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2011 caiu de 6,52 por cento na semana passada para 6,50 por cento. Para 2012, ela recuou de 5,61 para 5,60 por cento.

A meta do governo para a inflação nos dois anos tem centro em 4,5 por cento e tolerância de dois pontos percentuais para baixo ou para cima. O prognóstico para este ano vinha acima do teto da meta, de 6,5 por cento, desde 26 de setembro.

A projeção para o IPCA nos próximos 12 meses recuou de 5,68 para 5,64 por cento.

A estimativa para o crescimento econômico neste ano foi alterada para baixo, de 3,42 para 3,30 por cento. A de 2012 caiu de 3,60 para 3,51 por cento.

O cenário para o câmbio em 2011 permaneceu em 1,75 real, enquanto o de 2012 foi mantido também em 1,75 real.

(Reportagem de Vanessa Stelzer; Edição de Mariane Pinho)

Mais conteúdo sobre:
BACEN FOCUS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.