Metrô em SP aumentará para R$ 3 amanhã

Hoje é o último dia para recarregar o bilhete único antes que comece a valer o aumento nas tarifas do Metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). A partir de amanhã, a viagem custará R$ 3. Quem recarregar o bilhete antes do reajuste, porém, vai continuar pagando R$ 2,90, o preço atual, enquanto tiver créditos.

AE, Agência Estado

11 de fevereiro de 2012 | 08h33

A cota máxima de carga do bilhete único é de R$ 200. Quem recarregar o cartão com o valor máximo ainda hoje pode conseguir uma economia de até duas passagens.

O bilhete integrado entre metrôs e trens com os ônibus municipais, gerenciados pela São Paulo Transportes (SPTrans), também vai aumentar, de R$ 4,49 para R$ 4,65 por viagem.

A Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos informou que o reajuste de 3,5% é menor do que a inflação dos últimos 12 meses - 6,5%, pelo Índice Nacional de Preço ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do governo. O aumento, segundo a pasta, é "necessário para manter o equilíbrio financeiro das empresas" e pagar "salários, eletricidade e todos os insumos para operação e manutenção do sistema".

Os ônibus intermunicipais que atendem a Grande São Paulo - e as regiões metropolitanas de Campinas e da Baixada Santista - também vão ter aumento. O reajuste médio é de 5,33% (varia de acordo com a linha). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
transportesmetrôbilhete

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.