Metroviários de MG e PE discutem pauta com Planalto

Dirigentes dos metroviários de Belo Horizonte e Recife e dos ferroviários de João Pessoa, Maceió e Natal se reuniram na manhã desta quarta-feira no Palácio do Planalto com o assessor especial da Secretaria-Geral da Presidência, José Feijó, e representantes do Ministério do Planejamento para discutir uma pauta de reivindicações que inclui reajuste salarial e a implantação de um plano de saúde.

RAFAEL MORAES MOURA E TÂNIA MONTEIRO, Agência Estado

23 Maio 2012 | 17h27

Os metroviários e ferroviários de Belo Horizonte, Recife, Maceió, João Pessoa e Natal decidiram pela greve no último dia 14 de maio. Nessas cinco capitais, o sistema é administrado pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), empresa de serviços de passageiros ligada ao Ministério das Cidades.

A reunião no Planalto durou cerca de duas horas e meia. Segundo o secretário-executivo nacional da CSP/Conlutas, José Maria de Almeida, os metroviários e ferroviários querem reposição da inflação mais 10% de aumento real nos salários, adicional noturno de 50% e plano de saúde. A expectativa é a de que, agora, as negociações sejam retomadas para se chegar a uma resolução do impasse.

Mais conteúdo sobre:
greve MG BA metrô

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.