Morre 2ª vítima de explosão de gás em prédio no RJ

Morreu hoje a segunda vítima da explosão de um botijão de gás que destruiu parcialmente dois andares de um prédio no centro do Rio, na semana passada. Tânia Santiago dos Santos estava internada desde o dia 26 com fratura na tíbia e queimaduras em todo o corpo. Ela é irmã de Renato Santiago dos Santos, que teve 85% do corpo queimado no acidente e morreu ontem. Os dois foram enterrados hoje.Outras sete pessoas ficaram feridas. Na hora da explosão, o botijão de gás era usado como combustível de um maçarico para soldar peças de bijuterias por Renato, filho do dono do imóvel. Quatro vítimas do acidente ainda estão internadas. Gedir Veloso, Diogo Silva e Carla da Silva Joaquim estão internados no Hospital Souza Aguiar e o estado de saúde deles é estável. Fabiana Ferreira da Silva está internada na unidade de Queimados do Hospital do Andaraí. No domingo, outra explosão de botijão, seguido de um incêndio, provocou a morte da dona de casa Maria Isabel Costa Geraldo. Ela cozinhava com um fogareiro em cima do botijão. No acidente, outras duas pessoas ficaram feridas.

TALITA FIGUEIREDO, Agencia Estado

04 de março de 2008 | 18h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.