Nova Zelândia vai proibir a caça do tubarão branco

O governo da Nova Zelândia anunciou nesta quinta-feira que proibirá a caça e comercialização do grande tubarão branco, numa tentativa de evitar a extinção da espécie, comum nas águas temperadas. A proibição entrará em vigor em abril de 2007. Quem capturar, matar ou ferir um grande tubarão branco dentro da faixa de 370 quilômetros das águas territoriais da Nova Zelândia pode ser condenado a multa de até US$ 135 mil e penas de seis meses de prisão.O ministro de Conservação, Chris Carter, declarou que a Lei de Vida Selvagem também considera ilegal a posse ou comércio de tubarões brancos. Carter, citado pelo jornal The New Zealand Herald, disse que a lei é parte do compromisso da Nova Zelândia com os postulados da Conferência sobre Conservação de Espécies Migratórias e Animais Selvagens."Estes majestosos animais se reproduzem em pequenas quantidades e, sem proteção, podem acabar como uma espécie em perigo de extinção", comentou o ministro. Segundo o jornal, hoje as mandíbulas de um grande tubarão branco são vendidas no mercado negro da Nova Zelândia por US$ 1 mil a 10 mil.

Agencia Estado,

30 de novembro de 2006 | 16h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.