Obama se diz vítima de 'temporada de bobagem na política'

O pré-candidato democrata à CasaBranca Barack Obama, chamado de elitista por causa dedeclarações a respeito de pessoas interioranas, disse naterça-feira que os ataques às suas origens são intrigantes eindicam que o país está no meio de uma "temporada de bobagem napolítica". Em campanha na Pensilvânia, ele disse que sua origem tornainfundadas as acusações lançadas por seus rivais HillaryClinton e John McCain de que ele seria elitista ou alienado. "Fico intrigado com esta noção de elitista, em se tratandode alguém criado por uma mãe solteira, que dependia de tíquetesalimentares na época em que estava crescendo, que foi à queescola com uma bolsa," disse ele numa reunião com ex-militaresna localidade de Washington, no leste da Pensilvânia. Obama está sendo criticado desde a semana passada por haverdito num evento com doadores em San Francisco que os problemaseconômicos estavam tornando as pessoas das pequenas cidades"amarguradas" e fazendo que "se apeguem às armas e à religião"para ventilar suas frustrações. Obama lembrou que seus sogros não foram à universidade, eque ele e Michelle, sua esposa, só conseguiram se formar graçasa créditos estudantis. "Vivemos os primeiros 13 anos do nossocasamento, até três anos atrás, num apartamento de trêsdormitórios sem garagem, então se você vive em Chicago issosignifica que você tem de ficar raspando gelo [do carro] todamanhã", disse ele, rejeitando o rótulo de elitista. "Quando alguém apresenta esse argumento, especialmente poreu ter passado toda a vida trabalhando com trabalhadores emcomunidades de baixa renda para tentar melhorar um pouco a vidadas pessoas, aí você sabe que está na temporada de bobagem napolítica," acrescentou Obama, que disputa com Hillary aindicação do Partido Democrata para a eleição presidencial denovembro. "[Esse tipo de ataque] é o que a gente faz politicamentequando começa a ficar atrás nas disputas, e vamos começar aatacar", disse ele, referindo-se a Hillary. De acordo com o Boston Globe, o apartamento de Chicago aoqual Obama se referiu foi comprado em 1993 por 277,5 mildólares. Atualmente a família vive numa casa comprada por 1,95milhão de dólares. Em um anúncio na TV, a campanha de Hillary mostra umamulher se dizendo "insultada" pelas declarações de Obama. Já orepublicano McCain afirmou que a frase do senador mostra "umcerto elitismo alienado." Obama falou do assunto na terça-feira depois que um homemna platéia disse que o rótulo de elitista lhe parecia próximodo adjetivo "pernóstico," muitas vezes aplicado de formaagressiva aos negros. O candidato, que é negro, disse não ter visto conotaçãoracial nas críticas.

ELLEN WULFHORST, REUTERS

15 de abril de 2008 | 22h56

Tudo o que sabemos sobre:
EUAELEICAOOBAMAELITISMO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.