ONU: coordenadora pede articulação contra gás poluente

A representante residente do Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas (PNUD) e coordenadora residente da Organização das Nações Unidas (ONU) no Brasil, Kim Bolduc, defendeu hoje uma articulação efetiva entre setor privado, sociedade civil e Estado para controle de gases poluentes na atmosfera.Em sua palestra, na primeira mesa-redonda de debates sobre o Relatório do Desenvolvimento Humano 2007/2008, Kim observou que as mudanças climáticas originadas do aumento de gases poluentes na atmosfera causa um retrocesso no desenvolvimento humano. Ela comentou ainda que esse cenário se torna mais propício para o estímulo do debate sobre desastres naturais.Em palestra em evento realizado hoje na Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), a representante da ONU observou que os Estados também precisam assumir compromissos na redução da emissão de gases poluentes na atmosfera e defendeu maior vontade política na discussão do tema. Na avaliação de Kim, o combate às mudanças climáticas também ajuda no combate à pobreza. Ela observou que são os mais pobres que mais sofrem com as mudanças drásticas do meio ambiente.Kim Bolduc parabenizou, em sua palestra, a melhora do Brasil no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), anunciado ontem. Para ela, a melhora do País reflete a implementação de políticas concretas que conduziram à melhora da posição brasileira no ranking.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.