Operação Purificação prende PMs e traficantes no Rio

Até às 10h30 desta terça-feira 59 policiais militares e 11 traficantes tinham sido presos em operação conjunta realizada pela Secretaria de Segurança do Rio e a Polícia Federal. As investigações começaram há um ano. Na época, todos os PMs acusados estavam lotados no 15º Batalhão, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. De acordo com a investigação, eles recebiam propina de traficantes para não coibir atividades criminosas em 13 favelas da região, todas sob domínio do Comando Vermelho.

ANTONIO PITA, Agência Estado

04 Dezembro 2012 | 12h05

Os acusados foram denunciados pelos crimes de formação de quadrilha armada, tráfico de drogas, associação para o tráfico, corrupção ativa, corrupção passiva e extorsão mediante sequestro. A Operação Purificação prevê o cumprimento de 83 mandados de prisão, sendo 65 de policiais militares e 18 de integrantes da principal facção do tráfico de drogas do Estado do Rio, o Comando Vermelho. Também estão sendo cumpridos 112 mandados de busca e apreensão nas casas dos denunciados e em batalhões da PM.

O principal alvo dos policiais era a favela Vai Quem Quer, mas eles agiam também nas comunidades Beira-Mar, Santuário, Santa Clara, Centenário, Parada Angélica, Jardim Gramacho, Jardim Primavera, Corte Oito, Vila Real, Vila Operário, Parque das Missões e Complexo da Mangueirinha.

Mais conteúdo sobre:
prisão PMs Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.