Órbita da ISS será elevada para chegada da nave Discovery

O Centro de Controle de Vôos Espaciais(CCVE) da Rússia informa que elevará a órbita daEstação Espacial Internacional (ISS) para facilitar o acoplamento danave americana Discovery. "Com ajuda dos propulsores do cargueiro Progress elevaremos aórbita da ISS cerca de oito quilômetros, e corrigiremos suainclinação para facilitar o acoplamento do Discovery", disse umporta-voz do CCVE. A manobra para elevar a órbita será realizada na próximaquinta-feira, 21h02 (de Brasília), e será controlada a partir doCCVE, situado na cidade de Koroliov, 15 quilômetros ao nordeste deMoscou. O vôo do Discovery está previsto para o próximo dia 7 dedezembro. A elevação da órbita da ISS permitirá à nave americanagastar menos combustível nas manobras de aproximação e acoplamento. A operação será realizada sem o auxílio da décima quartaexpedição, ISS-14, integrada pelo russo Mikhail Tyurin, o americanoMichael López-Alegria e o alemão Thomas Reiter, da Agência EspacialEuropéia. Segundo o CCVE, o objetivo é situar a ISS a 360 quilômetros daTerra, altitude considerada perfeita para o engate do Discovery. Habitualmente, a órbita da ISS oscila entre os 320 e 360quilômetros e, devido a alguns fatores, como a gravitaçãoterrestre, perde entre 100 e 150 metros de altitude a cada dia. A correção de órbita da ISS é realizada com auxílio de navesamericanas e do cargueiro russo Progress, que podem elevar a estaçãoa uma altura de até 420 quilômetros. Além disso, podem ser regulados outros parâmetro da ISS, comosua orientação com relação ao Sol, sua inclinação com relação aoeixo terrestre, seu período de rotação sobre a Terra e suavelocidade de vôo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.