Papa Francisco finaliza a Via-Crúcis em Copacabana

No final da cerimônia da Via-Crucis, na 14ª estação, onde se encontra o papa Francisco, o pontífice pediu oração aos jovens que morreram na tragédia da boate Kiss, na cidade gaúcha de Santa Maria, em janeiro deste ano.

Agência Estado

26 de julho de 2013 | 19h53

Em seu discurso aos peregrinos na praia de Copacabana, o papa fez referência ao primeiro nome dado ao Brasil, ''Terra de Santa Cruz''. "A cruz de Cristo foi plantada não só na praia, há mais de cinco séculos, mas também na história, no coração e na vida do povo brasileiro e muitos outros povos. O Cristo sofredor, o sentimos próximo, como um de nós que compartilha o nosso caminho até o final. Não há cruz, pequena ou grande, da nossa vida que o Senhor não compartilhe conosco", disse o papa.

Depois de rezar a oração do Pai-Nosso em latim, o pontífice concluiu a cerimônia de via-crúcis. O papa Francisco foi bastante aplaudido pelos milhares de fiéis em Copacabana.

Mais conteúdo sobre:
JMJVia-Crúcis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.