Prato do dia

Receita testada pela editora do 'Paladar', Patrícia Ferraz

Patrícia Ferraz, O Estado de S.Paulo

19 Junho 2014 | 02h07

Nhoque de semolina é uma receita romana - que aliás na Itália é chamada de gnocchi alla romana. E ninguém sabe exatamente o porquê, mas é o prato de quinta-feira em Roma. Em vez de farinha e batata, os nhoques são feitos com semolina e cozidos no leite. Depois, vão ao forno, sem molho, apenas com um pouco de manteiga simples ou aromatizada com ervas. Fica bem leve e delicado. Se você já provou nhoque de semolina e achou sem graça (alguns não têm gosto mesmo...) dê nova chance à receita, mas desta vez, aromatize bastante o leite em que vai misturar a semolina. Eis o segredo.

1 Descasque a cebola, corte-a no sentido do comprimento, ponha uma folha de louro em cada metade e prenda com os cravos.

2 Ponha parte das ervas, o alho e os grãos de pimenta num filtro de chá grande (ou amarre num pano fino). Reserve.

3 Pique as demais ervas, misture com a manteiga e sal. Reserve.

4 Ferva o leite numa panela de tamanho médio, com a cebola e o sachê aromático. Tire do fogo e deixe em infusão por 15 minutos.

5 Devolva o leite ao fogo e, quando ferver, despeje a semolina em chuva, aos poucos, peneirando e mexendo. Deixe cozinhar.

6 Quando estiver soltando bem do fundo da panela, tire do fogo e misture as gemas, o sal e a pimenta. Mexa bem para misturar.

7 Espalhe a massa numa assadeira untada com manteiga, apertando para deixar com mais ou menos 1 cm de espessura. Depois que esfriar, corte com um molde de metal e ponha num refratário.

8 Espalhe a manteiga de ervas sobre os nhoques, polvilhe parmesão e asse por uns 10 minutos. Sirva quente. Rende 4 porções

Para esta receita recomendo um branco italiano da uva Grechetto, moderadamente fresco, como o Castello di Magione Grechetto 2012 (R$ 48, na Decanter Vinhos, www.decanter.com.br); ou um tinto agradável com a Pinot Noir, como o também italiano Pinot Nero Notturno dei Calanchi 2008, do produtor D'Amico (R$ 267,68, na Mistral, tel. 3372-3400).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.