Prefeitura de Campinas obriga Universal a reparar teto

Caso a igreja não entregue dentro do prazo, de cinco dias, local pode ser totalmente interditado

da Redação, O Estado de S.Paulo

05 de fevereiro de 2009 | 19h11

A Secretaria de Serviços Públicos de Campinas deu prazo de cinco dias para execução de reparos no prédio da Igreja Universal do Reino de Deus localizada na avenida João Jorge, uma das principais vias de acesso a Campinas, a 95 quilômetros de São Paulo. Parte do acabamento de gesso do teto desabou na noite de quarta-feira, durante culto. O prédio tem capacidade para 4 mil pessoas, mas havia 200 fiéis no templo. Ninguém ficou ferido.   Veja também: Gesso despenca de teto da Igreja Universal em Campinas Defesa Civil vistoria casas vizinhas ao templo da Renascer   O prazo dado pela secretaria vale também para a entrega de laudo técnico feito por engenheiros responsáveis pelo prédio. O templo foi parcialmente interditado na noite de quarta-feira. A prefeitura informou, por meio de assessoria, que o não-cumprimento do prazo na entrega da documentação solicitada pode culminar na interdição total do prédio. O pastor responsável pela Igreja Universal, que não falou com a imprensa no dia do acidente, não foi localizado ontem para dar informações sobre os procedimentos adotados pela igreja.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.