Príncipe Charles diz gostar apenas de 'partes' de seu papel

Herdeiro do trono britânico, que completará 60 anos na sexta, fez comentário em documentário da BBC

Da BBC Brasil, BBC

13 Novembro 2008 | 09h03

O príncipe Charles, filho da rainha Elizabeth 2ª e herdeiro do trono britânico, admitiu, em um documentário da BBC, que gosta apenas de "partes" de seu papel. O programa Charles At 60: the Passionate Prince (Charles aos 60: o Príncipe Engajado, em tradução livre) foi transmitido na quarta-feira, 12, antes do aniversário de 60 anos do príncipe, nesta sexta. Questionado se ele gostava de seu "trabalho" como príncipe, Charles respondeu: "Bem, há partes (do trabalho), mas quero dizer, é algo que eu sinto que devo fazer para ajudar o maior número de pessoas que posso, e este país". O príncipe Charles é presidente de vinte instituições de caridade - 18 delas fundadas por ele - que cobrem áreas como saúde, artes e meio ambiente. Juntas, elas arrecadam mais de 119 milhões de libras esterlinas ao ano (cerca de R$ 410 milhões). Ao longo dos anos, Charles defendeu várias causas, algumas delas polêmicas, incluindo caça e medicina alternativa. Ele também tem falado abertamente sobre a necessidade de o governo e empresários fazer mais para combater a mudança climática. Questionado se continuará a promover essas causas como rei, Charles disse: "Eu não sei, eu não sei - provavelmente não da mesma maneira". "Mas gosto de pensar que, talvez, depois de tudo isso, as pessoas irão perceber que algumas das coisas que eu venho tentando fazer não são tão loucas assim", completou. E afirmou ter esperanças de que seus filhos, William e Harry, continuem seu trabalho quando ele se tornar rei. "Obviamente, seria bom se algumas coisas fossem assumidas pelos meus filhos, mas eu não sei, tudo depende do interesse deles", afirmou. O programa de 90 minutos foi filmado no ano passado e neste ano nas residências oficiais do príncipe e durante uma turnê oficial pelo Caribe com a mulher, a duquesa da Cornuália, Camilla Parker-Bowles.   BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
Reino Unido

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.