Professores de SP podem estagiar no Japão

Os professores da rede estadual de São Paulo podem se inscrever até a sexta-feira, 24, em um programa de estágio que vai levar um educador ao Japão. O selecionado vai passar seis meses no país oriental, com todas as despesas pagas, para aperfeiçoar seus conhecimentos no apoio a crianças e jovens repatriados.

AE, Agência Estado

22 de janeiro de 2014 | 10h09

O estágio será realizado em uma escola pública de ensino fundamental da província de Toyama, que mantém uma parceria com a Secretaria da Educação desde 2009. Entre as atividades, o profissional vai dar assistência em aulas de língua japonesa, observar as aulas e acompanhar em visitas à casa de alunos.

Podem concorrer a vaga educadores com idade entre 22 e 39 anos que nunca tenham participado do programa e dominem a língua japonesa no nível N3 do Exame de Proficiência em Língua Japonesa (Nihongo Noryoku Shiken).

Os candidatos devem solicitar as fichas de inscrição por e-mail e encaminhar uma cópia digitalizada do Exame de Proficiência em Língua Japonesa, curriculum vitae com foto e cópia digitalizada do diploma.

Mais conteúdo sobre:
EducaçãoEstágioJapão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.